Notícias

28/11/2016 11:35 br.motorsport.com

Wolff cobra Hamilton: "regras devem ser obedecidas"

Toto Wolff diz que receio de que a Ferrari pudesse roubar vitória da Mercedes em Abu Dhabi motivou time a cobrar Lewis Hamilton; desobediência não agradou chefe do time germânico

No final do GP de Abu Dhabi, realizado neste domingo (27), Lewis Hamilton foi cobrado algumas vezes para aumentar o ritmo de corrida e evitar a aproximação dos rivais de Red Bull e Ferrari - especialmente Sebastian Vettel, que vinha com os pneus supermacios.

Tanto o engenheiro do britânico quanto o diretor técnico da Mercedes, Paddy Lowe, cobraram Hamilton, que ignorou as ordens do time e tentou segurar os adversários para que eles superassem Nico Rosberg. No entanto, o alemão terminou em segundo e conquistou o primeiro título da carreira na F1.

De qualquer forma, a desobediência de Hamilton não deixou Toto Wolff, chefe da Mercedes, muito feliz. "Eu estava em uma situação um tanto quanto confusa. Temos nosso controle rígido, um líder no time e regras que devem ser obedecidas - foi assim que chegamos até aqui", disse o dirigente à rede de TV britânica Sky Sports.

“Há o piloto dentro de mim e eu me questionei sobre o que teria feito. Hamilton tinha duas situações: disparar na frente, mostrando que é o melhor piloto e poderia ter sido campeão. Ou ele poderia ter segurado Nico, que foi o que ele decidiu fazer. Eu fiquei dividido entre as duas", afirmou.

“Teria vindo à minha mente segurar, como outros também pensaram nisso. Christian (Horner) teve a mesma ideia antes do final de semana e Lewis seguiu o pensamento dele, então talvez ele queira pilotar para a Red Bull! Como você pode ver, fui de um lado a outro nesta questão", acrescentou.

“Nico se manteve calmo mesmo com toda a pressão. Talvez ele pudesse ter tentado uma ultrapassagem e mudado o jogo. Sei que é complicado ter uma solução para todos os problemas", destacou.

Questionado sobre os motivos que levaram a Mercedes a interferir na tática de Hamilton, Wolff respondeu: "Poderíamos deixar os dois disputarem sem nenhuma regra, mas teríamos vencido menos corridas e menos campeonatos, pois há outros caras espertos no pitwall", disse.

“Há uma filosofia que seguimos nos últimos anos, que é: não interferiremos, contanto que possamos garantir a vitória na corrida. Aqui, tivemos uma situação em que consideramos que a derrota estava a caminho, pois Lewis começou a reduzir demais o ritmo", afirmou.

“Por isso decidimos intervir, mas ele decidiu nos ignorar. Então há mais um elemento: isso pode ser um precedente para o futuro? Precisamos esclarecer isso, mas antes de mais nada precisamos celebrar. 19 vitórias e um novo campeão mundial, além do grande espírito dentro da equipe", completou.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo